Fale Comigo

Blog Listing

ESTUDO TRANSVERSAL PRELIMINAR SOBRE O EFEITO DO TRATAMENTO HOMEOPÁTICO CO-ADJUVANTE EM PACIENTES INTERNADOS NA ENFERMARIA DE PEDIATRIA DO HUGG

Apresento, a seguir, o Artigo científico de minha autoria, junto com os médicos Dr. Francisco Freitas e Dra. Débora Fernandes, publicado na revista indexada Homeopatia (2011), vencedor do título de melhor trabalho científico apresentado no Congresso Mundial de Homeopatia de 2015.

Dr lucas homeopatia

Prof. Dr. Lucas Franco Pacheco

ESTUDO TRANSVERSAL PRELIMINAR SOBRE O EFEITO DO TRATAMENTO HOMEOPÁTICO CO-ADJUVANTE EM PACIENTES INTERNADOS NA ENFERMARIA DE PEDIATRIA DO HUGG

LUCAS FRANCO PACHECO1; FRANCISCO JOSÉ DE FREITAS1; DÉBORA ALVES FERNANDES1.

1.UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO, RIO DE JANEIRO – RJ – BRASIL.

PALAVRAS-CHAVE: HOMEOPATIA; ENFERMARIA; PEDIATRIA

INTRODUÇÃO: Esta pesquisa tem sido desenvolvida desde 2004 pelo Departamento de Homeopatia e Terapêutica Complementar – DHTC da UNIRIO. Inicialmente realizamos a coleta de dados sobre quais patologias eram as mais prevalentes entre as crianças internadas na enfermaria de pediatria do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle – HUGG, bem como a evolução do seu tratamento, utilizando apenas medicação convencional. A partir dos dados obtidos, selecionamos, por meio de estudos em equipe, materiais bibliográficos, contribuição da experiência dos profissionais do setor, os principais medicamentos homeopáticos que pudessem atuar nos pacientes portadores das patologias mais frequentes na enfermaria de pediatria do HUGG. A aquisição dos medicamentos previamente selecionados foi possível devido a uma parceria com a farmácia homeopática da Universidade Federal Fluminense – UFF. Foram oferecidas palestras de capacitação aos profissionais de enfermagem da Enfermaria de Pediatria do Hospital Univesitário com o objetivo de esclarecimento quanto as técnicas inerentes ao manuseio e forma de administrar dos medicamentos homeopáticos aos pacientes, bem como outras informações que julgamos necessárias. Da mesma forma, foi oferecida aos médicos e discentes do serviço de Pediatria as informações a respeito do projeto de pesquisa e da terapêutica homeopática.

Hospital Universitário Gaffrée e Guinle – HUGG

Hospital Universitário Gaffrée e Guinle – HUGG

OBJETIVO: Esta pesquisa visa analisar se houve tendência na diminuição do tempo de internação dos pacientes que utilizaram a Homeopatia como medicamento co-adjuvante na enfermaria de pediatria do HUGG, durante o período de 01/04/2009 a 01/06/2010, em comparação aos pacientes internados na enfermaria de pediatria do HUGG no período de 01/01/2007 a 01/12/2007, que apresentaram doenças respiratórias, gastrointestinais ou de pele, comparando o tempo de internação entre os dois grupos do estudo, e fazer uma análise dos medicamentos homeopáticos utilizados.

Discentes de Medicina e Residentes de Homeopatia durante o trabalho de Campo - Enfermaria de Pediatria do HUGG

Discentes de Medicina e Residentes de Homeopatia durante o trabalho de Campo – Enfermaria de Pediatria do HUGG

MÉTODOS: Estudo transversal, com 202 paciente internados, sendo 58 em tratamento homeopático co-adjuvante e 144 controle, internados na enfermaria de pediatria do HUGG, no período de 01/01/2007 a 01/12/2007 e 01/04/2009 a 01/06/2010, que apresentaram doenças respiratórias, gastrointestinais ou de pele e, no grupo que recebeu medicação homeopática co-adjuvante, cujos responsáveis assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE). Foram excluídos todos os que não assinaram o TCLE ou que não tiveram acesso a medicação adequada. A avaliação das respostas clínicas dos pacientes ao tratamento homeopático foi realizada por meio da comparação do tempo de internação dos dois grupos (que receberam medicação homeopática e o grupo controle). Esta pesquisa foi realizada com a individualização da medicação, dependendo de cada sinal e sintoma específico de cada paciente. Os discentes de medicina participantes do projeto, com bolsa de extensão e pesquisa universitária, se revezavam de modo que pelo menos 1 aluno por dia estivesse presente na enfermaria de pediatria colhendo as assinaturas para o termo de consentimento livre esclarecido, realizando anamneses homeopáticas, estes alunos passavam os casos para os preceptores responsáveis do serviço de homeopatia envolvidos no projeto, geralmente médicos residentes de Homeopatia, havendo breve discussão dos casos e posteriormente conduta e prescrição do medicamento homeopático seguindo a lei dos semelhantes. Tanto a evolução do paciente quanto a prescrição da medicação pela homeopatia fizeram parte de seu prontuário. A equipe de enfermagem se encarregava da administração dos medicamentos homeopáticos aos pacientes, cuja prescrição ficava junta da prescrição alopática para imediato início da mesma. As evoluções de fim de semana eram realizadas pelos residentes de Homeopatia com frequente auxílio dos discentes integrantes do projeto. A aprovação no Comitê de Ética e Pesquisa (CEP/HUGG) ocorreu em 2008, o trabalho de campo teve início em 2009 e foi realizado ate junho de 2010. A coleta de dados do grupo controle foi realizada acessando o Serviço de Arquivo Médico e Estatística (SAME) do HUGG, consulta realizada nos dias 16/09/2011 e 19/09/2011. A coleta de dados dos pacientes que receberam medicação homeopática co-adjuvante foi feita por meio dos seus respectivos prontuários, que foram fotocopiados para este fim.

fran deb e luc

RESULTADOS: O número total de pacientes analisados foi 202, sendo 144 (71,28%) do grupo controle, e 58 (28,72%) dos pacientes que receberam o medicamento homeopático co-adjuvante. A média do tempo de internação dos pacientes do grupo controle internados por bronquiolite foi de 5,2 dias, em comparação a média de 4 dias dos pacientes que receberam o tratamento homeopático co-adjuvante, com uma tendência na redução no tempo de internação de 26,08% na média de tempo de internação destes pacientes. O grupo controle internado por pneumonia, teve uma média de 9,57 dias no tempo de internação, contra a média de 8,85 dias dos pacientes que receberam o medicamento homeopático, uma tendência de redução de 7,53% no tempo de internação.

Table – Medium and analysis of hospitalization – bronquiolitis and pneumonia
  Average of hospitalization:

Control Group

Average of hospitalization:

Homeopathy Co-adjuvant Group

Median of hospitalization reduction

(Percentage)

Bronquiolittis 5,2 4 23,08%
Pneumonia 9,57 8,85 7,53%

O total de pacientes do grupo controle internados por patologias gastrointestinais foi somente 9 (6,25%), com afecções cutâneas foi 14 (9,72%). O grupo com patologias respiratórias foi o maior, totalizando 121 (84,02%). Entre os pacientes que receberam medicação homeopática, os pacientes internados por patologias gastrointestinais totalizou 7 (12,06%) das crianças, afecções cutâneas 8 (13,79%), e as internações por motivos de patologias respiratórias com o total de 43 (74,13%). Devido à baixa amostragem, os grupos de patologias gastrointestinais e de pele não entraram na análise. O total de pacientes pesquisados com patologias respiratórias, nos dois grupos somados, foi de 164 (81,18%).

 

Tabela – Prevalence among pathology groups
  Gastrointestinal Cutaneous Respiratory Total
Control group 9 (6,25%) 14 (9,72%) 121 (84,02%) 144
Co-adjuvant Homeopathy 7 (12,06%) 8 (13,79%) 43 (74,13%) 58
Total 16 (7,92%) 22 (10,89%) 164 (81,18%) 202

 

Dos pacientes internados por pneumonia, o mediamento mais prescrito foi Pulmo histaminum, seguido por Antimonium tartaricum, Ipeca, Bryonia, Spongia tosta, Dulcamara, Pulsatilla, Allumina, Calcarea Phosphorica, Colocynthis, Blata orientalis, Grindelia Robusta, Sambucus, Dulcamara ostrearum, Arsenicum album, Baryta carbonica, cuprum metallicum, Nux Vomica, China officinalis, Chamomilla, Phosphorus, Natrum sulphuricum, Silicea, Kali carbonicum. Nos pacientes internados por bronquiolite, os medicamentos mais utilizados foram: Pulsatilla, Ipeca, Kali carbonicum, Sabucus, Pulmo histaminum, Calcarea carbonica e Medorrhinum.

Medicamentos Homeopáticos - Enfermaria de Pediatria HUGG

Medicamentos Homeopáticos – Enfermaria de Pediatria HUGG

CONCLUSÃO:  Neste estudo transversal preliminar foi constatado uma tendência na redução no tempo de internação dos pacientes internados na enfermaria de pediatria do HUGG que receberam o medicamento homeopático co-adjuvante. Esta pesquisa pode servir de estímulo para futuros trabalhos científicos a serem realizados em outras instituições. Constata-se tembém que o grupo de pacientes internados na enfermaria de pediatria do HUGG por patologias respiratórias constituem a maior prevalências entre as internações (81,18%). O medicamento mais utilizado pelos pacientes com patologias respiratórias foi o Pulmo histaminum ( 57,14%). Esta pesquisa continua sendo realizada pelos membros da equipe “Homeopatia, Saúde e Qualidade de Vida” da UNIRIO.

Prontuários da Enfermaria de Pediatria do HUGG - Condutas da Pediatria e Homeopatia no mesmo Prontuário.

Prontuários da Enfermaria de Pediatria do HUGG – Condutas da Pediatria e Homeopatia no mesmo Prontuário.

REFERÊNCIAS: 1. Reilly DT, Taylor MA, McSharry C, Aitchison T. Is homeopathy a placebo responde? Controlled trial of homeopathic potency, with pollen in heyfever as model. Lancet. 1986;ii881-885. 2. Ferley JP, Smirou D, D’Adhemar D, Balducci F. A controlled evaluation of a homeopathic preparation in the treatment of influenza-like syndromes. Br J Clin Pharmacol. 1989;27:329-335. 3. Jacobs J. Treatment of acute childhood diarrhea with homeopathic medicine: a randomized clinical trial in Nicarágua. Pediatrics 1994; 93:719-25. 4. Jacobs J, Springers DA, Crothers D. Homeopathic treatment in acute otitis media in children: a preliminary randomized placebo-controlled trial. Pediatr Infect dis J 2001; 20:177-83. 5. Kleijnen J, Knipschild P, ter Riet G. Clinical trials of homeopathy. Br Med J. 1991;302:316-323.

 


One comment

  1. Débora Alves
    26 de julho de 2016 at 20:42

    Que alegria ver seu desenvolvimento enquanto médico!
    Muito feliz por ter participado de um pouquinho de sua vitoriosa trajetória.
    Possa Deus lhe abençoar sempre e iluminar seus passos.
    Abraços fraternos!

    Reply

Deixe um comentário